Críticas de Orlando Fedeli a Bento XVI


O ENTÃO PADRE RATZINGER PROTAGONISTA DA ABERTURA DO CONCÍLIO AO RELATIVISMO RELIGIOSO

Orlando Fedeli: “O Vaticano II não dizendo mais que a Igreja de Cristo é a Igreja Católica, mas que apenas subsiste nela, deu a entender então que a Igreja de Cristo subsistiria também noutras igrejas.

Era o que exigia o movimento ecumênico.

A mudança do “é” para o misterioso e vago “ Subsistit” foi sugerida por um pastor protestante a um perito conciliar do Cardeal Frings de Colônia, o então Padre Joseph Ratzinger.

Padre Ratzinger levou imediatamente a sugestão ao Cardeal Frings, que a levou a um grupo de bispos alemães. Estes a receberam com entusiasmo, pois abria as portas para as outras “igrejas” cismáticas e heréticas, acabando como o “monopólio” da Igreja Católica relativamente ao título de igreja de Cristo.

E o Vaticano II aprovou o “subsistit”.

Daí a abertura dos diques para o dilúvio ecumênico e para o relativismo religioso.”[1]

O CARDEAL RATZINGER TENTA SALVAR O TEXTO DO CONCÍLIO

Orlando Fedeli: “O Cardeal Ratzinger assinou a Declaração Dominus Iesus que, de fato, difere do que ele mesmo escreveu no livro acima citado, como difere também do texto do Vaticano II que diz que “a Igreja de Cristo subsiste na Igreja Católica”. Para salvar o texto do Concílio, Ratzinger lembrou que o verbo subsistir pode ter também o sentido de “continuar a existir”.”[2]

O SEGREDO DE FÁTIMA: O CARDEAL RATZINGER QUER TAPAR O SOL COM A PENEIRA

Orlando Fedeli: “O modo em que o Papa é morto é muito estranho e misterioso: ele é morto por tiros e por setas. Que significam estas setas? Se os tiros de armas de fogo significam atos de violência material contra a Igreja, o Papa e os que lhe são fiéis, as setas significariam os ataques doutrinários e as heresias que levaram o sol a cair? Estas setas são bem enigmáticas, exatamente porque não podem ser entendidas literalmente…

A seqüência mostra um massacre. E um massacre em Roma que ainda não se deu.

Quem afirma – como o Cardeal Ratzinger – que o terceiro segredo nada tem de apocalíptico está querendo tapar o sol com a peneira. Parece evidente que haverá, no futuro, um terrível castigo sobre o Papa, sobre o clero e sobre o povo. E em Roma. Quando? Só Deus o sabe.”[3]

AMBIGÜIDADE E HESITAÇÃO DE BENTO XVI FACE AO CONCÍLIO

Orlando Fedeli: “E há que notar outra ruptura: a de Bento XVI com Ratzinger, teólogo do Vaticano II.

Durante anos, o Padre Ratzinger,— (e mesmo o Cardeal Ratzinger)–, defendeu a linha do “Espírito do Concílio”, afirmando que tinha havido ruptura entre o Vaticano II e a Igreja de sempre.

Agora, como Papa Bento XVI, graças a Deus, ele mudou, pois condenou a hermenêutica da descontinuidade dos seguidores do “Espírito do Concílio” como tendente á ruptura com a Igreja de sempre.

Há algum tempo já se vinha dando um processo de recuo nas manifestações do Cardeal Ratzinger face ao Vaticano II. Agora esse processo tem se acentuado. Bento XVI está mudando e determinando um certo retorno às posições doutrinárias anteriores ao Concílio. Há até Modernistas que acusam Bento XVI de pretender anular o Vaticano II…

Sem dúvida, há um certo retorno em direção a uma posição pré-conciliar em Bento XVI.

É verdade que ele hesita, e que busca alcançar uma harmonização entre a doutrina conciliar e a doutrina anterior da Igreja. Ele pretende harmonizar a letra do Concílio com a Tradição católica. Tarefa impossível, mas que indica um recuo de sua posição anterior.

Permanecerá Bento XVI nessa posição ambígua sobre a ambigüidade do Vaticano II?”[4]

BENTO XVI PRETENDE AREJAR A COMPREENSÃO DO VATICANO II

Orlando Fedeli: “Bento XVI reconheceu que a primeira impressão deixada por certos textos do Vaticano II são de ruptura com a doutrina de sempre, mas que com um grande esforço de hermenèutica, se consegue mostrar que não há ruptura com a doutrina da Igreja.

Ora, o que em primeira compreensão vai contra a doutrina católica, e que só com um trabalho de interpretação pode ser harmonizado com ela, a igreja classifica como tendo sabor de heresia e condena os textos com sabor de heresia, assim como condena os textos heréticos (Cfr. Meu comentário ao Discurso de Bento XVI, em 22 de Dezembro de 2.005, no site Montfort).

Desse modo, com esse discurso, Bento XVI, pretendendo arejar a compreensão do Vaticano II, querendo libertá-lo da fumaça de satanás, de que falou Paulo VI, lhe lançou uma pedrada que “furou o balão” do Vaticano II.

E balão furado, depois de certo tempo, se esvazia, murcha, balança, e cai.

Lá vai o balão do Vaticano II esvaziando-se, lançando por seu furo a fumaça negra que saiu do poço do abismo, e invadiiu o templo de Deus.”[5]

EM BENTO XVI É PRECISO DISTINGUIR O MODERNISTA E O PAPA

Orlando Fedeli: “O que distinguimos foi entre as idéias do teólogo Ratzinger e de sua formação entre os modernistas, idéias que podem ser criticadas, e o Papa Bento XVI, a quem devemos e damos toda nossa obediência.

É claro, porém, que embora o Papa como pessoa particular esteja mudando muito, as idéias em que ele foi formado, o prejudicam enquanto pessoa.”[6]

“O Papa Bento XVI foi, no passado, um teólogo ligado aos modernistas. Foi ele que no Vaticano II, levou ao Cardeal Frings do qual era perito, a sugestão de usar a fórmula do subsistit, que tanto mal fez à Igreja.

Depois do Concílio, ele foi mudando paulatinamente, abandonado as doutrinas que defendera.”[7]

BENTO XVI AFIRMA COISAS CONTRÁRIAS AOS ENSINAMENTOS DA IGREJA

Orlando Fedeli: “Você me manda um simples discurso de Bento XVI, e pensa que ele é dogmático.

Isso é um absurdo.

O Papa quando discursa, só afirma algo infalivelmente, quando expressamente diz que seu pronunciamneto, nesse discurso, implica um ensinamento infalível.

Ora, Bento XVI não declarou de modo nenhum que nesse discurso ele falava infalivelmente.

E como nesse discurso ele disse coisas que contrariam o que sempre foi ensinado pela Igreja, esse discurso não exige dos fiéis adesão com Fé divina, e nem mesmo eclesiástica. O fiel é livre de aceitar ou não esse discurso — respeitando, é claro, o Papa — mas fica livre de respeitosamente discordar do que ele disse num simples discurso.

Por exemplo, no discurso de Bento XVI que você me manda ele diz que a Igreja quer “contribuir a instaurar no mundo essa fraternidade universal”.

Contribuir é livre.

E a Fraternidade Universal não pode existir sem que todos aceitem a filiação do mesmo pai. Só existe Fraternidade entre os filhos de Deus. Uma fraternidade universal — de todos os homens — sem que todos aceitem a Deus como Pai, é impossível.

É a maçonaria que deseja a fraternidade universal sem admitir Deus como Pai.”[8]

BENTO XVI TEVE FORMAÇÃO TEOLÓGICA HEGELIANA DE LINHA MODERNISTA

Orlando Fedeli: “Bento XVI, por causa de sua formação teológica hegeliana e de linha modernista, tome atitudes contrraditórias, dando um golpe ora no cravo, ora na ferradura, na tentativa de conciliar extremos contraditórios, na esperança de evitar uma rebelião declarada da esquerda modernista, e, ao mesmo tempo, abrindo-se também para os lefrevistas.

Esse caminhar vacilante e cambaleante vai adiando a crise final, que não se sabe se será solucionada neste pontificado ou em outro.”[9]

BENTO XVI NÃO É SÃO PIO X

Orlando Fedeli: “Mas Bento XVI não é São Pio X. É um Papa que na juventude teve formação modernista, e durante quase toda a vida defendeu o Vaticano II. Isso é como chumbo em seus pés, que o faz caminhar vacilante e cambaleante numa direção que desagrada aos modernistas radicais.” [10]

OS CAMBALEIOS DOUTRINÁRIOS DE BENTO XVI

Orlando Fedeli: “Nesta viagem que Bento XVI fez à Alemanha, o discurso mais ecumênico foi o que ele fez aos protestantes, discurso no qual defendeu o ecumenismo, citando e defendendo os documentos do Concílio Vaticano II, que mais trataram desse tema: a Declaração Nostra Aetate, a Declaração Dignitatis Humanae, Decreto conciliar sobre el ecumenismo, Unitatis redintegratio.

Infelizmente, isso vai contra muitas posições que o Cardeal Ratzinger tomou no passado ainda recente, por exemplo, na Declaração Dominus Jesus.
Por outro lado, ele parece disposto a liberar a Missa de São Pio V, e fazer uma acordo com a Fraternidade Sacerdotal de São Pio X, o que seria um triunfo anti modernista, que, a largo termo, acabaria certamente com o ecumenismo.

Esse vai e vem do Cardeal Ratzinger, e agora de Bento XVI, faz lembrar a visão do Terceiro Segredo de Fátima, onde se vê um Papa caminhar, vacilante e cambaleante, em direção à montanha em que será fuzilado, e onde ele morrerá como mártir, junto com muitos Cardeais e Bispos que lá foram também.

Lamentando essas vacilações e cambaleios, devemos então rezar pelo Papa — aliás, como ele mesmo pediu — para que ele tenha realmente força de enfrentar os lobos, e afinal reconduzir a nave da Igreja para as duas colunas da Hóstia e de Nossa Senhora, de onde nunca deveria ter se afastado. Afastamento esse que se deu exatamente no Vaticano II, com esses documentos pastorais tão contrários ao que a Igreja sempre ensinou contra o ecumenismo, na encíclica Pascendi de São Pio X, contra os modernistas, na encíclica Mortalium Animos de Pio XI, contra os ecumenistas Lambert Beauduin e Monsenhor d´Herbigny, e na Testem Benevolentiae de Leão XIII, contra o ecumenismo dos Americanistas. “[11]

BENTO XVI PODE MORRER ASSASSINADO PELOS MODERNISTAS

Orlando Fedeli: “Caso Bento XVI permaneça firme na condenação da hermenêutica dos seguidores do “espírito do Vaticano II”, caso o Papa libere a Missa de sempre, e levante a excomunhão de Dom Lefebvre e de Dom Mayer, não seria de espantar se os modernistas radicais se revoltassem contra o Papa Bento XVI em defesa do Vaticano II, declarando-se separados do Papa e tentando instituir a Nova Igreja com que sonham em meio às trevas da fumaça de Satanás.

São Paulo já disse: “Importa que haja escândalos” (I Cor. XI, 19), mas ái dos que causam o escândalo das heresias.

Aliás, muitos seguidores do “espírito do Vaticano II” já romperam com a Igreja, pois defendem teses heréticas modernistas as mais descabeladas, e caminham diretamente para o cisma, e para a instituição de uma Nova Igreja. Eles marcham para a revolta frontal contra Bento XVI, que eles acusam de trair o Vaticano II, e de pretender retornar à Igreja que eles chamam de Pré Conciliar. Parece-nos que essa ruptura é inevitável, e que terá desdobramentos dramáticos, ou antes, trágicos. Essa é nossa opinião. Que não é infalível. Muito pelo contrário. Mas ela se baseia na profecia do Terceiro Segredo de Fátima e nas visões de Dom Bosco. Se o confronto não for com este papa, será em breve com outro, mas esse confronto é INEVITÁVEL.

Ou Fátima nos mentiu. Os dois primeiros segredos já se realizaram. Falta o Terceiro que trata da crise da Igreja e de um Papa que será assassinado junto com grande número de eclesiásticos e povo.”[12]

No Terceiro Segredo de Fátima, se vê um Papa vacilante e cambaleante que se encaminha da Cidade arruinada — a Igreja — para um monte encimado pela Cruz — o Calvário, a Missa. E esse papa será martirizado junto com muitos Cardeais, Bispos, padres e povo. Será Bento XVI esse papa que vai vacilante e cambaleante ao martírio? Rezo que Deus dê a Bento XVI — como ele pediu, ao assumir o sólio Papal — a coragem para enfrentar os lobos modernistas até o martírio.[13]

A DIPLOMACIA DE BENTO XVI NÃO É DE ACORDO COM AS RECOMENDAÇÕES DE NOSSO SENHOR

Orlando Fedeli: “Não se espante que ousemos criticar os discursos, lamentavelmente ecumênicos, de Bento XVI, na Turquia, e que o levaram a cair em uma certa contradição com o que ele tem ensinado e feito, em seu pontificado.

O Papa não é infalível em seus discursos diplomáticos.”

“Infelizmente, nesta viagem à Turquia o Papa Bento XVI falou ambiguamente e mesmo voltou a falar como o Padre Ratzinger, quando era perito do Vaticano II.”

“Habilidades da diplomacia vaticana, que não estão muito de acordo com o “sim, sim; não, não”, recomendado por Nosso Senhor, nos Evangelhos.”[14]

CONTRADIÇÃO CLAMOROSA DE BENTO XVI

Orlando Fedeli: “É impossível não constatar uma contradição clamorosa entre o que escreveu Ratzinger e o discurso de Bento XVI na Turquia, utilizando a linguagem ambígua do ecumenismo do Concílio Vaticano II, linguagem que dá azo a interpretações heréticas, como as do “Espírito do Concílio”.
Bento XVI tem condenado seguidamente o relativismo. Como então, agora faz esse discurso perplexitante?”[15]

BENTO XVI HOMENAGEOU MAÇOM CABALISTA E REZOU NA MESQUITA

Orlando Fedeli: “Bento XVI, ao chegar à Turquia foi levar uma guirlanda de flores no monumento-mausoléu de Kemal Ataturk.

Ora, Kemal Ataturk foi maçom, foi ligado, pelo menos indiretamente, à seita cabalista dos Frankistas, aderiu a uma sociedade secreta de oficiais progressivos-reformistas chamada “Vatan” (Pátria). Mustafá Kemal possuía inspiração no positivismo francês e pretendia substituir o Islã por uma “Religião civil” o Kemalismo.”

“Mas que o Papa Bento XVI, num mesmo dia, homenageie Ataturk e diga que o Islã adora o Deus uno como os católicos, isso é incompreensível.
Conseqüências dos erros do Concílio Vaticano II. O Ecumenismo é relativismo na Teologia. Por isso, todo ecumenismo leva à contradição.
Como é incompreensível que Bento XVI tenha ido à mesquita azul e lá tenha rezado, — ou simulado rezar, discute-se – junto com o Mufti maometano.” [16]

BENTO XVI: CONTRADIÇÃO RELATIVISTA. QUAL A VERDADEIRA INTENÇÃO DELE?

Orlando Fedeli: “É de lamentar que, nessa viagem, Bento XVI, por diplomacia(?), por temor dos maometanos e dos modernistas, por influência de sua formação modernista, por seu apego ao Concílio Vaticano II, por qualquer razão que seja, tenha tido palavras e atitudes que, pelo menos à primeira vista, permitem a alguns acreditar que ele tenha caído em séria, flagrante e perplexitante contradição relativista. Foi uma pena, pois isso gerou dúvidas e discussões sobre a verdadeira posição do Papa!

O tempo mostrará qual a verdadeira intenção do Papa.

Rezemos então pelo Papa para que ele tenha, de fato, coragem de enfrentar os lobos maometanos, modernistas, ou de qualquer outra alcatéia que seja.

Rezemos pelo Papa Bento XVI, para que ele se livre definitivamente da política e da mentalidade ecumênicas que o fazem vacilar no caminho, e que ele possa fazer triunfar a Fé Católica contra os erros do Vaticano II, especialmente o erro do ecumenismo, com sua linguagem enganadora e com suas atitudes dúbias, que não podem produzir bom fruto, mas só ilusões, erros, mal entendidos e confusão.” [17]

BENTO XVI CAMINHA DEVAGAR… E VACILANTE

Orlando Fedeli: “Sua pergunta é muito pertinente e muito bem colocada: será provável — e já — uma anulação do Concílio Vaticano II?

Teria o Papa Bento XVI condições para fazer isso já?

Teria ele vontade, coragem, condições e apoio para fazer isso?

Certamente ele não teria, neste momento, nem muito apoio, nem condições. Coragem, creio que ele teria, pois isso depende muito da graça de Deus.

Teria ele vontade? Seria prudente fazer isso de imediato?

Não creio que essa anulação se faça de imediato, porque nem considero que seja prudente fazê-la de um golpe só, agora, pois produziria reações demasiado violentas, e nem seria conveniente, para evitar escândalo. Portanto considero que será improvável que isso aconteça de uma vez e agora.

Bento XVI caminha devagar… E vacilante.”[18]

A ALA MODERNISTA PODE ELEGER UM PAPA RADICALMENTE REVOLUCIONÁRIO

Orlando Fedeli: “Caso Bento XVI fracasse em sua tentativa de retorno, a vitória dos modernistas do “espírito do cancílio” seria tão grande, que se daria uma avalanche de reformas desvairadas. E isso não pode continuar acontecendo na Igreja. A barca afundaria. E Cristo prometeu que ela não afundará. Caso Bento XVI não consiga realizar esse retorno ao que a Igreja sempre foi, quando ele morresse, a ala modernista elegeria, sem dúvida, um Papa radicalmente revolucionário.”[19]

——————————————————————————–

[1] FEDELI, Orlando. MONTFORT Associação Cultural.

http://www.XXXX.org.br/index.php?secao=veritas&subsecao=igreja&artigo=eclesiologia〈=bra

[2] FEDELI, Orlando. MONTFORT Associação Cultural.

http://www.XXXX.org.br/index.php?secao=veritas&subsecao=igreja&artigo=eclesiologia〈=bra

[3] FEDELI, Orlando. MONTFORT Associação Cultural.

http://www.XXXX.org.br/index.php?secao=cadernos&subsecao=religiao&artigo=fatima3〈=bra

[4] FEDELI, Orlando. MONTFORT Associação Cultural. http://www.XXXX.org.br/index.php?secao=veritas&subsecao=papa&artigo=espirito_vaticano_ii〈=bra

[5] FEDELI, Orlando. MONTFORT Associação Cultural. http://www.XXXX.org.br/index.php?secao=cartas&subsecao=polemicas&artigo=20060120183041〈=bra

[6] FEDELI, Orlando. MONTFORT Associação Cultural. http://www.XXXX.org.br/index.php?secao=cartas&subsecao=papa&artigo=20051121103411〈=bra

[7] FEDELI, Orlando. MONTFORT Associação Cultural. http://www.XXXX.org.br/index.php?secao=cartas&subsecao=doutrina&artigo=20050803090028〈=bra

[8] FEDELI, Orlando. MONTFORT Associação Cultural. http://www.XXXX.org.br/index.php?secao=cartas&subsecao=polemicas&artigo=20051107152734〈=bra

[9] FEDELI, Orlando. MONTFORT Associação Cultural. http://www.XXXX.org.br/index.php?secao=cartas&subsecao=papa&artigo=20050910090943〈=bra

[10] FEDELI, Orlando. MONTFORT Associação Cultural. http://www.XXXX.org.br/index.php?secao=cartas&subsecao=papa&artigo=20050910090943〈=bra

[11] FEDELI, Orlando. MONTFORT Associação Cultural. http://www.XXXX.org.br/index.php?secao=cartas&subsecao=papa&artigo=20050820170420〈=bra

[12] FEDELI, Orlando. MONTFORT Associação Cultural. http://www.XXXX.org.br/index.php?secao=veritas&subsecao=papa&artigo=espirito_vaticano_ii〈=bra

[13] FEDELI, Orlando. MONTFORT Associação Cultural. http://www.XXXX.org.br/index.php?secao=cartas&subsecao=doutrina&artigo=20050803090028〈=bra

[14] FEDELI, Orlando. MONTFORT Associação Cultural. http://www.XXXX.org.br/index.php?secao=cartas&subsecao=papa&artigo=20061128204321〈=bra

[15] FEDELI, Orlando. MONTFORT Associação Cultural. http://www.XXXX.org.br/index.php?secao=cartas&subsecao=papa&artigo=20061128204321〈=bra

[16] FEDELI, Orlando. MONTFORT Associação Cultural. http://www.XXXX.org.br/index.php?secao=cartas&subsecao=papa&artigo=20061128204321〈=bra

[17] FEDELI, Orlando. MONTFORT Associação Cultural. http://www.XXXX.org.br/index.php?secao=cartas&subsecao=papa&artigo=20061128204321〈=bra

[18] FEDELI, Orlando. MONTFORT Associação Cultural. http://www.XXXX.org.br/index.php?secao=cartas&subsecao=polemicas&artigo=20060125020059〈=bra

[19] FEDELI, Orlando. MONTFORT Associação Cultural. http://www.XXXX.org.br/index.php?secao=cartas&subsecao=polemicas&artigo=20060125020059〈=bra

Anúncios

Etiquetas:, , , , , , , , , , , , , ,

About andresantos

um fiel de igreja que busca a verdade

3 responses to “Críticas de Orlando Fedeli a Bento XVI”

  1. Rentroia says :

    Enquanto as religiões dividem o mundo e as famílias, a ciência, sem bandeira ou nacionalismos, salva as pessoas e erradica suas dores.
    Qualquer ser humano na terra procura um médico, a começar pelo próprio Papa que tem um médico na cabeceira. A Santa medicina não vê cara, credo, cor ou qualquer outro detalhe para salvar uma vida. A santificada medicina não cria hierrarquias, Santos, Espírito Santo, Papa, Cardeais, Bispos ou qualquer outro caminho para chegar até ela. A medicina é mãe. Alguém nesse planeta já morreu sem doenças? Se não houver o desequilíbrio do corpo, através de aluma doença, o espírito não vai embora de jeito nenhum. Por quê todos tememos a morte, se o futuro é o céu?

  2. jorge pereira junior says :

    Não entendo quando o motivo de tirarem da Igreja a culpa pela qual seus membros acabam assumindo. Se alguém da Igreja fala uma verdade, está falando em nome da Igreja; se fala uma “falsa” verdade, acabam dando a desculpa de que a Igreja é feita de seres imperfeitos. Não existe aí uma dose de hipocrisia?!?!? Ou é covardia mesmo?!?!?
    A Igreja entra em crise internamente e copia a mídia querendo impor certos fogos de palha somente para tirar a atenção do que são verdadeiramente incêndios fatais.
    orlando Fedeli não sabe onde fica… Creio que a cruz dele está muito leve para perder tempo com discussões e incertezas…

  3. Anónimo says :

    olha lá.. e não é q ele foi assassinado mesmo, pelo menos simbólicamente foi!

Deixe seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: