A Montfort condenada por heresia?


A Congregação para a Doutrina da Fé condena a Monfort por heresia?

Isso não era esperado pelos seguidores da Montfort. Que o próprio Prefeito para a Doutrina da Fé, o “bispo Müller” como eles o chamam, definisse como heresia a postura da Monfort, é algo que sem dúvida lhes terá doído. Porém eles não se importam: estão acima de qualquer Congregação romana e são infalíveis. E, como “defesa”, se limitaram a atacar Dom Gerhard Ludwig Müller dizendo que “ele tinha defendido opiniões teológicas bem pouco ortodoxas” e dizer que “como é possível que tal homem seja a autoridade”.

É o de sempre. Se o pastor gosta deles, é santo; se os ataca, é um modernista, gnóstico, maçon. Eles são a medida de todas as coisas.

Herança de loucura, vaidade e heresia legada pelo Lutero do Brasil, Orlando Fedeli. Infelizmente não são os únicos que seguem  heresias. De menor importância mas não menos perigoso é o site fratresinunum.

Eis as palavras do Prefeito condenando a postura da Montfort e congêneres:

Esta interpretação (do Concílio) é a única possível segundo os princípios da teologia católica, isto é, considerando a unidade indissolúvel entre a Sagrada Escritura, a completa e integral Tradição e o Magistério, cuja expressão mais elevada é o Concílio presidido pelo sucessor de São Pedro como chefe da Igreja visível. Fora desta única interpretação ortodoxa existe, infelizmente, uma interpretação herética, ou seja, a hermenêutica da ruptura, tanto do lado progressista, como do tradicionalista. Ambos estão unidos na recusa do Concílio; os progressistas, ao quererem deixá-lo para trás, como se fosse apenas uma estação que deve ser abandonada a fim de se chegar a uma outra Igreja; os tradicionalistas, ao não desejarem chegar a ela, quase como se fosse o inverno da Católica”.

Original italino:

Nel discorso alla Curia Romana del 22 dicembre 2005 che suscitò notevole interesse, Benedetto XVI mette in evidenza “l’ermeneutica della riforma nella continuità” a fronte di una “ermeneutica della discontinuità e della rottura”. Joseph Ratzinger si pone così nel solco delle sue affermazioni del 1966. Questa interpretazione è l’unica possibile secondo i principi della teologia cattolica, vale a dire considerando l’insieme indissolubile tra Sacra Scrittura, la completa e integrale Tradizione e il Magistero, la cui più alta espressione è il Concilio presieduto dal Successore di San Pietro come Capo della Chiesa visibile. Al di fuori di questa unica interpretazione ortodossa esiste purtroppo una interpretazione eretica, vale a dire l’ermeneutica della rottura, sia sul versante progressista, sia su quello tradizionalista. Entrambi sono accomunati dal rifiuto del Concilio; i progressisti nel volerlo lasciare dietro sé, come fosse solo una stagione da abbandonare per approdare ad un’altra Chiesa; i tradizionalisti nel non volervi arrivare, quasi fosse l’inverno della Catholica.

Tags: , , , , ,

About andresantos

um fiel de igreja que busca a verdade

8 responses to “A Montfort condenada por heresia?”

  1. Anónimo says :

    Isto só vale para a Montfort? o pessoal do fratesinunum também é heresia mesmo, ta!

  2. andresantos says :

    As palavras da Congregação são claras. E o pessoal do fratresinunum tampouco aceita o Concilio.

  3. Marcia Ferreira says :

    O Concílio é um dogma?

    • João Carlos Leite says :

      Não é um dogma! Mas quando o Orbi Católico aceita uma doutrina, ela passa a pertencer aos tesouros da Igreja. Dê uma espiadinha no Fratres in unum e Montfort e perceba, que eles querem ser a hierarquia da Igreja.

      • Marcia Ferreira says :

        O que você entende por “orbi católico”? Um mal que todo o mundo aceita fica dogma??

        • João Carlos Leite says :

          Marcia, entendo que você pertence também à seita do fratres in unum, que se diz “agência de notícias católicas”e só publicam ataques à Igreja. Você Márcia não é Igreja, você é fiel e sabe muito bem que a doutrina exposta acima é verdadeira. Aponte-me um estudo sério sobre a “heresia” da missa que o próprio Papa celebra, aponte-me, por favor! Márcia, vocês espantam os que querem se unir à tradição e você sabe perfeitamente disso. Por favor, dê-me argumentos sérios que provem que o Santo Sacrifício da Missa que vocês chamam “nova”, não é válido. Por favor, apresente-me esses estudos! Obrigado e tenha uma boa noite!

Deixe seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: