A CNBB não se importa com heresias e pecados


Uma vez mais, o Lutero do Brasil não esconde a sua verborréia contra a CNBB, tema habitual de seus artigos. O super-inquisidor do s. XX não deixa nada em pé… e apenas consegue enxergar defeitos em todo aquilo que não seja de sua conveniência pessoal.

A Montfort Associação Cultural quer se desfazer deste passado ingrato de seu fundador. Mas deletar do site não é suficiente. É preciso uma declaração pública de repúdio a todas as maluquices do Orlando Fedeli. O moderado Alberto Zucchi fará isso?

 

Orlando Fedeli:

 “É lamentável o que faz a CNBB, há tantos anos. Só se preocupa com economia, produção e outras questões materiais, mais parecendo um partido político — e de esquerda, atrelado ao PT e ao PC — do que uma entidade, nem digo católica, mas simplesmente religiosa.”

“Agora a CNBB se preocupa com a água. Quando deveria se preocupar com as almas que estão se afogando em heresias e pecados que a CNBB jamais combate. Por que a CNBB não cuida da poluição da livrarias católicas onde se vendem livros repletos de heresias? Essa é a poluição com a qual os Bispos deveriam se preocupar.”

E com a poluição da TV, que faz a CNBB?

Esse Bispo, — como em geral a CNBB praticamente toda — temporaliza a missão da Igreja, e pretende sacralizar o dever do Estado.”

Fonte: montfort.org.br

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

About andresantos

um fiel de igreja que busca a verdade

12 responses to “A CNBB não se importa com heresias e pecados”

  1. Máximo says :

    Em rede nacional, “Vaticano II é pastoral”. Padre Paulo Ricardo, o …
    fratresinunum.com/…/em-rede-nacional-vaticano-ii-e-pastoral-padre-…
    16 jun. 2012 – Participação do Padre Paulo Ricardo de Azevedo Junior, da Arquidiocese de Cuiabá, no programa “Escola da Fé”, transmitido pela TV …

  2. Padre João says :

    Seria muito instrutivo um artigo mostrando os ataques do Fedeli ao Santo Padre João Paulo II. Para ilustrar o artigo, nada melhor que a foto do farisaico bebum ajoelhado aos pés de Sua Santidade… Que tal?

  3. Fiscal says :

    A respeito do bate e assopra do Sr. Fedeli dito no post acima:

    SALADA MONTFORT À MODA DO CHEFE.

    Pique bem picadinho o Plínio, depois esmague a TFP. Jogue muito, muito, muito limão sobre tudo, porque o chef Fedeli parecia crer que esses ingredientes produziam indigestão. Escolhe milho e espalhe com malagueta. Procure na cabeça do alho os olhos andaluzes amassando com malagueta espanhola da região do Clá. Unte tudo com manteiga batida da região do Átila. Atente para separar bem Mayer do Plínio.
    Quando parecer que já está tudo pronto, revire tudo de novo, porque o que parece que é não é, fato que levou algum engraçadinho sugerir que a salada deveria se chamar Gnose. Ela tem que ser bem masserada com ingredientes que dão contextura. Assim, é preciso jogar pedaços de favas de relativismo. Aplicar bálsamo italiano, da região De Mattei, de especiaria muito cuidada pelo governo italiano, enxertada com a TFP, tanto que é representante desta na Itália, juntando o De Mattei com muito carinho e respeito, embora tefepista. Sabe-se que De Mattei se dá bem com Plínio, o que de si já daria uma boa colheita, quem sabe uma biografia. Mas o chef Fedeli gostava do De Mattei, e esmagava somente a TFP. De Mattei tem fungos bem relatados na biografia, mas o chef sabia que ele abria apetite, principalmente em Roma. Então, embora os fungos, levante o De Mattei para os céus e grite por três vezes: Ele é bem intencionado! Ele é bem intencionado! Elel é bem intencionado!
    Não esquecer de amaciar a erva do Frei Tiago, que embora tenha servido como incenso na missa do centenário do nascimento da vestuta especiaria, Plínio, erva danosa segundo o chef, acertou-se bem na salada, sendo mais um daqueles ingredientes que servem a qualquer iguaria principalmente se tradicional, já que de temperos diferentes o chef fazia a liga. Atente para esses ingredientes que se adaptam facilmente, porque a salada tem que ter contextura, o que o saudoso chef traduzia por conveniência.
    Jogue vinagre, mas moderamente alla Zucchi.
    Tente experimentar essa massaroca. Porém, advertimos: Tentaram servi-la ao Clero, sob o cântico Viva o Papa! Viva o Papa! Mas o Clero não engoliu essa.

  4. Fiscal says :

    Sobre a Salada Montfort. Roberto De Mattei é presidente da TFP italiana. Participou do governo italiano. Escreveu a biografia de Plinio Correa de Oliveira ” O Cruzado do Século XX”, com edições em todo o mundo, defendendo o profetismo do biografado, bem como o culto à sua mãe. A despeito dessas circunstâncias, Orlando Fedeli, o acusador da TFP, tinha boa relação com o De Mattei até a sua morte. Alberto Zucchi e a Sra. Ivone Fedeli estiveram com De Mattei. Embora o impacto do teor da biografia, o Fedeli isentava o autor e apregoava que ele era bem intencionado. Isso demonstra que Fedeli e a Montfort mantiveram certos vínculos com a TFP, embora publicamente demonstrassem ser irremediavelmente inimigos.

  5. Mario Andre says :

    Os senhores anônimos dirigentes deste site podem apontar COMO a CNBB está preocupada em salvar almas, materialmente falando??

    Aproveitem e desfaçam a ‘mentira’ de que PT e CNBB não andam de mãos dadas. A menos que gostem do PT…

    • andresantos says :

      Não temos a missão divina que o Fedeli, Montfort e o fratresinunum acham ter de julgar a nossa Igreja. Alias, isso é típico das seitas…

      • Paulo says :

        Há uma infinita diferença entre 2 situações: julgar a pessoa e seus atos, assim não fosse, como poderia dizer o padre no confessionario: você cometeu tal falta grave em adulterio agindo dessa forma, isto é, seu comportamento; porém dizer: v é um adúltero, isso ou aquilo é outra coisa.
        Então: os maus procedimentos na Igreja têem de ser denunciados sob pena de compartilharmos dos erros, uns omissos!

  6. Renan says :

    Uma é certa, sem querer criticar a CNBB como um todo: o PT subiu ao poder graças à marxista Teologia da Libertação apoiada por muitos sacerdotes e alguns bispos; o falecido e herói D Luiz Bergonzini dizia: eu não concordo com o posicionamento de alguns colegas do episcopado – ele se referia mais diretamente a D Demetrio Valentini e outros pró Dilma no caso do aborto.
    Mais uma boa porção de padres do estilo Pe Paulo Ricardo e alguns mais bispos atuantes, no der o que vier e o PT e outros comunistas estariam fora do cenario nacional!
    Se a Igreja do Brasil fosse contundente contra os comunistas o Brasil não estaria tão decadente moral-eticamente, com as tvs com BBBs, sexo novelas etc; haveria um clamor geral dos bispos e padres e o povo os seguiria, pelo menos haveria muito maior conscientização.
    Um exemplo de ação: lembram de D Odilo quando a Igreja Universal atribuiu falsamente liames da Igreja como o kit gay: juntou-se a seus 300 padres e contestou duramente nas homilias e botou no chão a IURD-Edir Macedo e Russomanno!
    E o caso da PUC – SP: enfrentou os comunistas que seriam do PT e do PC do B. E os derrotou.
    Na Rio+20 dos comunistas conseguiu se impor representando a Santa Sé sobre o aborto e outras contra a fé católica, retirando-se certos textos modernistas de ideologias niilistas dos marxistas.
    Claro que condenamos todos os sedevacantistas e atentadores contra o papado, mas que a Igreja católica do Brasil precisaria via alguns bispos ser mais atuante contra as mazelas, sim; Pe Paulo Ricardo comenta sobre os ” Teólogos da Corte”, os religiosos apáticos à fé e vendo os cristãos se perderem; ele tem toda razão.
    Sem esquecer da esquerdista Teologia da Libertação aliada do marxista PT e seus muitos sacerdotes e até bispos, ainda: que há alguns comunistas bispos compartilhando diretamente com os socialistas integrantes do Foro de S Paulo, órgão de Fidel Castro e Lula, colaboradores de propulsionar o marxismo no Brasil e nas 3 Américas, é fato!
    Desde Stálin e sucessores que a Igreja é assediada por comunistas etc.; os casos das infiltrações evidenciaram tanto a ponto de até o New York Times denunciar o recorrente assedio da grupos maçons e protestantes contra o papado…

    • Ronaldo says :

      “haveria um clamor geral dos bispos e padres e o povo os seguiria,”

      O povo seguiria os bispos??? Em que Brasil você vive? O povo é católico não praticante. Seguiria o trio elétrico e escola de samba, isto sim…

  7. Fiscal says :

    A VERDADE VALE ENQUANTO DURA. Embora publicamente crítico ferrenho da TFP, o Professor Fedeli manteve contatos com eminentes tefepistas como o professor Roberto de Mattei, presidente de uma das TFP´s, e patrocinador do profetismo do Professor Plínio Correa de Oliveira e da santidade de sua mãe. Quando sucedeu a ruptura na TFP, com saída do Monsenhor João Clá, o Sr. Orlando mandou um emissário, o Sr. Alberto Zucchi, procurar o Professor Augusto Florestano para tentar uma reaproximação com o grupo remanescente da TFP para uma futura fusão entre essa associação e a Montfort.
    É o tal do “bate e assopra”. Primeiro satanizou os tefepistas, despois os procurou, inclusive fazendo hozanas para alguns, como De Mattei.
    IL PROFESSORE È MOBILE, mas tudo por conveniência. A jornalista Miriam Macedo relata em seu blog como conheceu o Sr. Orlando, e como voltou a praticar a religião. Mas em virtude de uma discórdia com o mestre foi convidada a se retirar. A essa senhora, que dava seus primeiros passos na prática religiosa, a intolerância. Para alguns tefepistas, tidos por ele como hereges, a complacência, a ponto de propor um reencontro. IL PROFESSORE È MOBILE.

  8. Fiscal says :

    O que aconteceu com esse forum? Houve pressão e desistiram de prosseguir no intento?

Deixe seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: