Alberto Zucchi, entre Maquiavel e Lutero.


“Morto o pastor, as ovelhas se dispersam”. Este princípio também se aplica indubitavelmente a todas as seitas. Cada uma tem o chefe que merece… ou que quer! Basta o guru desaparecer, e logo os abutres disputarão seu cadáver. É uma lei da História… e com a agremiação Montfort não poderia ser de outra forma.

DSC01054

Os seguidores do Fedeli acreditam que ele consegue graças do Céu

Em vida, a personalidade forte de Fedeli reuniu seus seguidores, forçando-o a seguir uma determinada linha de comportamento, mesmo que ele contradissesse as consciências da maioria. Isto levou ao surgimento de veladas inconformidades. Um dos inconformados, Alberto Zucchi, sempre objetava às atitudes demasiadamente truculentas  de seu mestre. O trato rude e boçal de seu chefe causava-lhe mal estar e desconforto. Ele admitiu isso a alguns de seus íntimos em várias ocasiões, o que foi comentado por Chenta em seu blog, não mais existente. Ganhando simpatia e preparando sua sucessão, Zucchi tinha um plano e aguardava a morte de Fedeli para alcançá-lo. Sabia perfeitamente bem que a presença de Fedeli era um obstáculo intransponível. Mas a morte inesperada do líder o pegou despreparado. Demorou longos anos para organizar-se. Se Orlando Fedeli se encaixa no epíteto do Lutero brasileiro, Zucchi indubitavelmente leva o prêmio do Maquiavel da Mooca.

maxresdefault-4

Zucchi, o eterno inconforme

Zucchi sempre quis uma Montfort mais suave; polêmica, mas adaptada aos novos tempos, sem entrar em conflito com a Igreja como fez Orlando Fedeli. E sua própria apresentação mostrava este objetivo: oposição ao mundo usando o próprio mundo. Ao contrário do professor que defendeu o confronto frontal contra o mundo moderno:

 

“Jesus não mandou: ‘Ide e dialogai’. Onde, padre, existe no evangelho uma recomendação de Jesus para sermos “abertos“? Ele, pelo contrário, condenou o caminho largo, e disse que seguíssemos o caminho estreito.”[1]

“Há duas igrejas hoje. E essa igreja modernista infiltrada na Santa Igreja temos que combatê-la com todas as nossas forças.”[2]

“Como você, muitos começam a ler o site Montfort e têm raiva.”[3]

“Somos contra a esquerda, contra a direita, e contra o centro”.[4]

“E o site Montfort não tem figurinhas, não tem anjinhos esvoaçando, não tem piadas. Tem textos doutrinários longos. E é um site “fechado” e polêmico. Um site nada ecumênico. Briguento.”[5]

“Sou absolutamente fechado ao pensamento moderno”.[6]

Mas Zucchi queria dialogar com o mundo moderno. E ele o conseguiu.

E se devemos reconhecer uma coerência de pensamento em Fedeli, embora psicopático, em Zucchi encontramos falsidade e mentiras como instrumentos de poder. Basta verificar o atual site Montfort, o fruto mais genuíno da vida do Lutero do Brasil, Orlando Fedeli, para constatar que ele realmente está sob nova direção. Estamos longe daquele site, que muitos consideraram o maior site polemista do Brasil, comentado por muitos sites tradicionalistas e progressistas. Como uma fera desdentada, desde a morte de Fedeli, não mais se ouve falar daquele site que era o terror da web. Hoje ele não é mais que um carrinho de pipoca intelectual açucarada, em que autores descafeinados se esforçam para transmitir uma imagem de polemistas sem garras, comentando coisas sem sentido nem rumo, em um interminável festival de vaidades. Fedeli está enterrado também em seu próprio site.

222003_121102664635550_6885871_n

Equipe do antigo site Montfort. À direita do Lutero do Brasil o seu fiel secretário Guilherme Chenta

Mas há algo que deve ser reconhecido em Zucchi. Talvez sua origem da terra da máfia o tenha cumulado com semelhantes dotes. Impregnado do espírito de Maquiavel, Zucchi faz um jogo duplo. Se, por um lado, ele apresenta uma Montfort Light para o mundo moderno, por outro se radicalizou internamente para evitar comentários desagradáveis de suas próprias bases. Somos informados de que, por trás das portas, os ataques ao clero e o desenvolvimento de doutrinas sectárias têm crescido muito, com novas ideias e perspectivas. O pontificado do Papa Francisco permitiu a Zucchi uma posição mais confortável internamente, com a possibilidade de atacar a igreja com mais liberdade.

Chegou a hora de derrubar Zucchi? É o que já se comenta internamente… Estamos nas vésperas de uma nova divisão na Montfort? Terá a Madre Ivone um papel em tudo isso? Aguarde o próximo post…

 

Fontes

[1] http://www.montfort.org.br/bra/cartas/polemicas/20050908181612/

[2] http://www.montfort.org.br/index.php?secao=cartas&subsecao=apoio&artigo=20060501020700&lang=bra

[3] http://www.montfort.org.br/index.php?secao=cartas&subsecao=apoio&artigo=20070803164121&lang=bra

[4] http://www.montfort.org.br/index.php?secao=cartas&subsecao=outros&artigo=20060601143951&lang=bra

[5] http://www.montfort.org.br/index.php?secao=cartas&subsecao=polemicas&artigo=20050908181612&lang=bra

[6] http://www.montfort.org.br/index.php?secao=cartas&subsecao=polemicas&artigo=20050908181612&lang=bra

Etiquetas:, , ,

About andresantos

um fiel de igreja que busca a verdade

7 responses to “Alberto Zucchi, entre Maquiavel e Lutero.”

  1. Ana says :

    Você disse que a “missa nova “” é uma porcaria, responde aí zucchi??

  2. Ana says :

    Como é zucchi, você disse que a “missa nova ” é uma porcaria???Explica aí!!

  3. Alexandre Borges says :

    Conheci Fedeli em 79, numa palestra em Amparo. Ainda na TFP, onde também ainda possuía credibilidade e trânsito. Saiu por não ser o centro das atenções. A saga continua… A primeira frase o evidencia.

  4. Contra Montfort says :

    Lembrei daquela passagem do Evangelho: “Todo Reino dividido perecerá”.
    A Montfort é um desserviço à Igreja.

  5. Aluno de Fedeli says :

    Bom dia. Conheço Zucchi de longa data. A realidade é muito pior. O post é muito fraco. Precisam procurar informações do pessoal que conhece eles

Deixe seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: