Tag Archive | Vaticano II

Vaticano apoiaria as FARC

Orlando Fedeli da Associação Cultural Montfort:

“Durante o Concílio Vaticano II, o Papa Paulo VI fez um gesto de renúncia a tudo isso, numa cerimônia em São Pedro depositando a Tiara, aos pés do crucifixo. A sua coroa lhe fora dada pelos Milaneses, e tinha a forma de uma ogiva de foguete. Consta que as três coroas eram formadas por três círculos de ouro enfeitadas com Sputniks soviéticos. É o que contaram as famosas fontes romanas tão murmurantes. Como disseram também as mesmas fontes que essa tiara foi vendida, e o dinheiro todo teria sido dado às FARC colombianas. Aquelas do comunismo castrista, traficante de cocaína.

As fontes murmurantes de Roma contam cada coisa…

Só com o passar da História se confirmará o que elas murmuram suavemente…”

Fonte: Montfort.org.br

Não era natural esperar isso de Bento XVI dada sua formação progressista

Orlando Fedeli da Associação Cultural Montfort:

“E o que há de mais belo no pontificado e na pessoa de Bento XVI, é que não era natural esperar isso dele. Natural seria esperar dele um pontificado de acordo com a formação que ele teve. Natural seria esperar dele  um pontificado de acordo com as idéias do perito progressista do Vaticano II que ele foi.”

Fonte: Montfort.org.br

O Vaticano II trocou a paz de Cristo pela paz das Sociedades Secretas

Orlando Fedeli da Associação Cultural Montfort:

“Aceitando a chamada civilização moderna antropocêntrica, o Vaticano II colocou o Homem no lugar de Deus. Daí ter renunciado à paz dada por Cristo para buscar uma falsa paz arquitetada pelo Homem, isto é, pelas sociedades secretas que cultuam o Homem.”

Fonte: Montfort.org.br

A Cabala – gnose judaica – presente no Concílio Vaticano II

Orlando Fedeli da Associação Cultural Montfort:

“A Gaudium et Spes afirma que há uma semente divina no homem. Portanto, em todo homem, seja ele batizado ou não, tenha ele Fé, ou não.

E além da Gnose, também a Cabala — que é a Gnose judaica – afirma que há no homem uma centelha ou uma semente divina”

“O Concílio Vaticano II fundamentou nessa doutrina falsa a idéia da salvação universal, já que, se o homem tem uma semente divina, nenhum homem pode ser condenado ao inferno. Também é dessa idéia de uma semente ou centelha divina existente em cada homem, é que vem a idéia de a que revelação é universal, e, portanto, de que é possível salvar-se em qualquer religião.

Daí, o ecumenismo e o seu conseqüente indiferentismo religioso.

Daí, a Igreja Conciliar — como dizem os novos teólogos — querer oferecer seus préstimos ao “Gênero Humano”, para realizar, enfim, a Fraternidade Universal, com a Igualdade, Liberdade e Fraternidade.

Fraternidade. Fraternidade sem Pai, é claro.”

Fonte: Montfort.org.br

absolutamente fechado ao pensamento moderno

Orlando Fedeli, da Associação Cultural Montfort:

“ Padre Pedro Jorge: tome nota: sou absolutamente fechado ao pensamento moderno, que é um pensamento que coloca o homem no lugar de Deus.

Fora o culto do homem!

Padre, o senhor quer colocar o homem no lugar de Deus?

Ser aberto, depois, passou a ser sinônimo de tolerante, de relativista, de ter um pensamento “chicletoso”, moldável a todas as situações.

Peço-lhe Padre, que reze para que eu permaneça absolutamente fechado ao pensamento moderno, ao antropocentrismo, e ao relativismo. Sou decididamente daqueles que querem defender a Fé como sempre foi ensinada, sem nenhuma abertura, sem nenhuma brecha.”

“Não sou fundamentalista, padre. Sou católico com Fé clara, católico como era sua avó, como eram seus pais, e possivelmente como o senhor foi, quando menino, antes do Vaticano II, e antes de o senhor freqüentar o seminário que o senhor cursou.”

Fonte: montfort.org.br

Orlando Fedeli e a Montfort: os únicos fieis!

Orlando Fedeli, da Associação Cultural Montfort:

“Depois desse Concílio surgiram tantas divisões entre os católicos, nasceram tantos tipos diferentes e tantos modos diversos de ser católico, que a definição normal já não diz nada para as pessoas comuns. Ficou necessário acrescentar um outro adjetivo à expressão da única religião e da única fé verdadeiras. E o acréscimo necessário para se definir qual a religião católica que se tem, demonstra que se perdeu a unidade da Fé.

Hoje há católicos tradicionalistas e católicos seguidores do Vaticano II.

Mas, mesmo nesses dois grupos não há unidade. Os que se afirmam contrários ao Vaticano II se dividem em sedevacantistas e inimigos do sede vacantismo; lefevristas e campistas, seguidores da Fraternidade de São Pedro e, fiéis do Barroux, etc. Os seguidores do Vaticano II, por sua vez, se dividem também em Modernistas explícitos, como Guitton e os Cardeais Kasper, Lehman, Martini, Koenig e Arns, ou seguidores moderados do Vaticano II, como os cardeais Ratzinger e Castrillón Hoyos.

Há os seguidores do “espírito do Vaticano II”, e os seguidores da “letra do Vaticano II”. Há católicos seguidores da marxista Teologia da Libertação, e há os católicos carismáticos. Há os que se dizem católicos conservadores, do tipo Opus Dei, e os que seguem a orientação “jesuítica”. Há católicos da “Comunhão e Libertação”, seguidores de Monsenhor Giussani, e os da Canção Nova. Há católicos tefepistas e os que seguem a banda dos Arautos do Evangelho, ex-devotos de Dr. Plínio e de Dona Lucília. Há os católicos seguidores de Chiara Lubich, e os seguidores da cismática Vassula Ryden. Há os católicos do Neo Catecumenato, fanáticos de Kiko Arguelo, e os católicos do Padre Gobbi. Há católicos ditos ultramontanos, e católicos liberais. Há os aparicionistas, que acreditam em tudo quanto é visão, e os seguidores de Frei Betto, que só crêem em Betto, Marx e Boff.

Enfim, há de tudo. Só é difícil de encontrar quem seja Católico Apostólico Romano, apenas, sem nenhum adjetivo a mais.”

“Nós que queremos ser Católicos Apostólicos Romanos, sem nenhum adjetivo a mais.”

Fonte: montfort.org.br

Legionário de Cristo, Opus Dei e Arautos: ecumênicos que seguem o Vaticano II.

Orlando Fedeli, da Associação Cultural Montfort:

“Quanto aos Legionários de Cristo, já lhe disse, eles tem tanto dinheiro quanto o Opus e quanto os Arautos. Com os mesmos erros bem parecidos de todos eles.

E aceitam o ecumenismo do Vaticano II.”

Fonte: montfort.org.br

%d bloggers like this: